26/04/15

Era um domingo calmo...



Era um domingo calmo, não que tivesse sossego. Aquela era a calma da inércia, que nunca tem pressa para coisa nenhuma. A calma do domingo era da que se veste de mansidão na ânsia de ludibriar os que procuram tranquilidade.
Era um domingo que amanhecera molhado e que agora deixava que o sol morno o enxugasse, embora indeciso entre o sol e a chuva… cheio de reticências e vazio de vontades.

Era um domingo que contagiava a todos com sua lassidão e acreditava que era porque gostavam dele, sem perceber que estavam ansiosos para que se fosse embora, o domingo…



21 comentários:

Gracita disse...

Que belo texto Carmen
Um domingo pleno de calma e mansidão é tudo o que queremos depois de uma semana bastante agita
Que o seu domingo seja especial e abençoado
Beijos

Clau disse...

Oi Carmem,
O texto é muito bonito...
Gosto dos domingos, mas pelo menos
pra mim, eles passam muito rápido.
Ótimo dia pra você!
Beijos ;)

Silenciosamente ouvindo... disse...

Domingos calmos como eu os desejei...
Quando estava empregada, o fim de
semana era tão desejado...
Agora, reformada, os dias já parecem
quase todos iguais...
Gostei do seu texto.
Desejo que se encontre bem
Bj.
Irene Alves

aluap Al disse...

Eu sou uma que gosto de domingos calmos, mas ainda assim acho que qualquer domingo passa muito rápido.
Abç e resto de bom domingo.

Pérola disse...

Gosto de dias assim...

Beijinhos

ania disse...

Um texto lindo com uma pitada nostalgica, gostei demais! abraços, ania..

Ana Paula disse...

Foi uma descrição do meu domingo.
lindo!

Guaraciaba Perides disse...

Um dia calmo de domingo é o que muitos esperam para recompor o cansaço da semana...ficar na cama até mais tarde e tempo livre para o que quiser. Liberdade!
Um abraço

Mariangela do Lago Vieira disse...

Que bonito texto Carmem.
É muito bom ter um domingo sossegado, onde poder colocar em ordem o nosso cansaço!
Uma linda semana.
Beijos,
Mariangela

© Piedade Araújo Sol disse...

há dias assim
calmos (até demais)
beijinho
:)

Andrea Liette disse...

A agonia do fim ...
de semana.
Beijo.

Isabel disse...

Eu nunca quero que o domingo acabe!

Boa semana, Carmem:)

Luciah López disse...

Carmen, uma alegria para mim, a sua visita e comentário. Retribuo com carinho. Bjs de LUZ <3

✿ chica disse...

Gosto de domingos, mas nunca gosto do final do dia nele... Lindo te ler! bjs, chica( Estamos juntas na Lis hoje!)

EU disse...

Parece que estamos todos em modo domingueiro...
BJO, querida Carmen :)

Cristina Cebola disse...

Este texto magnífico, reportou-me aos domingos da minha infância. Tão calmos que pareciam isentos de vida...
Continua a ser o dia da semana que menos gosto...
Tocou-me profundamente.

Beijinho meu Carmen

Nidja Andrade disse...

O domingo tem sempre a mesma cara, a da calma...
AbraçO

Ana Freire disse...

Brilhante texto, Carmem!
Associei aqui o conceito de calma... a solidão... e anestesia da pressa de outros dias... que passam ligeiros, corridos... e mal vividos... na agitação da vida...
Adorei!!!! Para reflectir, no verdadeiro conceito de calma... que transmite efectivamente sossego... e não numa solidão desassossegada...
Beijos
Ana

redonda disse...

Consegui ver este Domingo :)

Vanessa Palombo disse...

Vários domingos me trouxeram as mesmas sensaçoes...

Abçs

Marineide Dan Ribeiro disse...

Só não gosto mais do domingo porque ele passa rápido demais!!!