28/06/14

Saudade



Tenho saudade de te amar
a ti...
Que nem sei quem és…
A ti
que seguiste
pelo caminho contrário
ao que trilhei.
Mas amor,
mesmo assim,
é para ti,
que eu não tenho,
que eu não vejo,
que eu nem conheço, sequer…
É para ti
que eu canto esta canção
que é de um romantismo barato,
ridícula,
como ridículo é o amor.
É a ti
que eu digo: “I love you”.
É de ti
que eu tenho saudade.
É dos teus beijos
e abraços
que eu sinto falta.
É da tua voz,
num sussurro de palavras
que não conhecem decoro,
que eu tenho saudade.
É de ti amor
que eu sinto tanta falta.
É apenas de ti
que eu tenho saudade…

18 comentários:

Marisa Giglio disse...

Carmem , o escritor Rubem Alves , em uma de suas crônicas , nos diz que amamos a bela cena antes até de amarmos alguém . Ao meu sentir , seu poema é o despertar de um amor contido em sua alma . Gostei muito . Beijos

Pedro Luso disse...

Carmem,
Passo por aqui para agradecer a honra de sua visita e de seu comentário num dos meus contos.
Belo poema o seu, parabéns.
Abraço.

Dorli disse...

Oi querida,

Não é bom ter saudades, pois ela dilacera nosso coração.
Beijos
Lua Singular

Marcos disse...

Corazón abandonado en la arena, te hecho de menos, pero tu elegiste tu camino. Perdiste la ocasión.

MarTI disse...

gracias por su visita, hoy me atrevo y si lo permite siempre vendre abeber de sus letras-
feliz domingo de México rosas para ti

MarTI disse...

hoy me atrevo a beber de sus letras y si lo permite vendre siempre. de mexico rosas para ti . feliz domingo

José Carlos Sant Anna disse...

E as lágrimas vão rolar nesse encontro, pois o coração já estará despido...
Abraços, Carmem!

Arlete Mourige disse...

Olá!Vim agradecer tua visita ,o que me deixou muito feliz.Lindo o seu poema .Escreves muito bem. Como gostaria de escrever assim.Boa semana.Abraços

Arlete

Artur César disse...

A saudade nos move!
Que lindo texto carregado de saudade!

Artur César!

Lu Nogfer disse...

Saudade é um lago tao transparente não é mesmo?
Obrigada pela.tua visita querida.
Belíssimo o teu espaço.
Beijos.

Graça Pires disse...

Saudades, quem as não tem?
Beijo.

Nilson Barcelli disse...

A saudade do futuro existe...
Porque este poema é tão bom que eu já tenho saudade do próximo. Acho que me percebes...
O teu poema é excelente, gostei imenso.
Bom resto de semana, querida amiga Carmem.
Beijo.

Maria Emilia Moreira disse...

É sempre um encanto ler bons poemas onde se fala de amor! Quanta sensibilidade.
Um abraço.

Miguel disse...

COMUNICADO:
TENHO ESTADO DOENTE
04.07.2014

Há cerca de cinco dias fui atacado por uma forte gripe, que mostrou intenções de invadir zonas do meu corpo que não lhe diziam respeito, nomeadamente a zona pulmonar.
O médico que me tem assistido moveu-lhe guerra feroz, e da refrega saíram dois vencedores: o médico e eu.
Hoje já tive autorização para me levantar duas ou três horas, e mal pus o pé fora da cama, corri – em sentido figurado, que as forças ainda não dão para correr – “corri” para o computador para estar um bocadinho convosco.
Espero em breve estar são como um pêro…“Bravo de Esmolfe”– o mais doce do reino *perófico* (de pêro).
Sei que a palavra não existe, acabei de a inventar… mas é gira, não é? 

Miguel, o rei perófico

(AQUI APARECE A FOTO DO REI, QUE POD VER NO BLOG)
Beijos para as meninas e abraços para os meninos.
Até breve, até sempre.
P.S. O meu primo vai-me fazer o favor de levar este comunicado aos blogues amigos, para que não me esqueçam...
Miguel

SOL da Esteva disse...

Bela esta tua declaração de Amor. Ele (Amor) existe para que a comunhão dos Seres seja completa.
Gostei de toda a Mensagem.

Beijos


SOL

PERSEVERÂNÇA disse...

Saudades...sempre ela que nos motiva a escrever, chorar e até sorrir em nossa lembranças...
Deixo um beijinho e desejando um final de semana cheinho de lindas inspirações...
Nicinha

EU disse...

Grata pela tua visita e palavras solidárias que me deixaste nu texto que tão dorido saiu...
Voltarei, com tempo.
Bjo, Carmen

Vall Nunnes disse...

A saudade pode ser gostosa ou angustiante. Gostosa quando lembramos de algo bom e temos a certeza de tê-lo sempre com agente apesar da distância. Angustiante quando a sensação de perda é maior do que tudo de bom que fora compartilhado, mas passa...um dia acaba.
Olá Carmem,já vim aqui muitas vezes, mas somemte hoje consegui comentar e compartilhar seu site.
Agradeço sua presença lá no blogue e espero tê-la sempre por lá.
Abraços!