19/08/14

MULHER


http://www.stockvault.net/


Mulher – fortaleza,

Mulher – ninho sempre pronto a receber,

Fonte inesgotável de amor.

Mulher – porto sempre seguro
Que tanto dá…
Sem receber
E ainda incansável no perdão.
Mulher que insiste em crer,
Apesar das evidências…
Mulher despedaçada
Sempre julgada

Porque é Mulher.

Mulher, quem o diria?
Apontada por mulher!
Afinal,
O que és tu, Mulher?
Mulher – sempre Mulher.
Mulher – sempre burra.
Sempre parva…

Ó Mulher!
Abre esses teus olhos
E enxerga a maldade
Que se esconde no sorriso
Que tu beijas.
Entende
De uma vez por todas!
Que o amor que dás
É que te desonra.
Que a tua dignidade
É que te faz sofrer.

Sê fria, Mulher:
Não ames!
Não rias!
Não chores!
Não acarinhes,
Nem perdoes!

1993


15 comentários:

Ivone disse...

Boa noite amiga Carmem, lindo poetar, embora seja para alertar contra as dores de amar!
Amei ler, aproveito para agradecer o carinho lá no meu cantinho!
Beijos amiga querida!

Vera Lúcia disse...


Olá Carmem,

Creio que uma verdadeira mulher jamais agirá na forma de suas duas últimas estrofes. Não faz parte da natureza da mulher a frieza ou a insensibilidade. Por mais que uma mulher sofra, ela estará sempre pronta para amar, proteger e perdoar, pois, como muito bem versado por você, ela é "fonte inesgotável de amor".

Muito lindo.

Beijo.

Graça Pires disse...

Uma bonita homenagem à Mulher.
Eu acrescento: "Mulher-certeza, Mulher-livre, Mulher do dia a dia a tempo inteiro.
Beijo.

Ghost e Bindi disse...

Mulher, fonte divina, o elo que faz de nós...deuses!!!

Nosso Carinho,

Ghost e Bindi

Clau disse...

Oi Carmem,
Achei tão bonita a primeira parte do poema, definiu com exatidão a mulher...
Obrigada pelo comentário, agradeço suas palavras sinceras.
Assisti o vídeo da Mafalda Veiga, que você sugeriu, gostei muito.
Beijos.

© Piedade Araújo Sol disse...

uma bonita homenagem a nós mulheres. embora de 1993, ainda está actual.

obrigada pela visita e pela sua analise sobre as minhas fotos.

agradeço sensibilizada.

beijinho

:)

Laura Santos disse...

Olá Carmen!
A mulher deve sobretudo ser coragem, ter a coragem para soltar as amarras que tantos séculos de preconceito a fizeram carregar nos ombros. A mulher tem de ser livre, e é incrível como tantas vezes a mulher se torna inimiga da própria mulher.
Gostei do poema, um belo grito de alerta, e a poesia também tem uma função. Não pode viver apenas de forma, mas aliá-lo a um conteúdo.
xx

Manuel disse...

Este poema tem magia, pela forma e pela beleza.
Só espero que a mulher não seja fria, que ame, que ria, que chore pelos sentimentos e que saiba perdoar pela bondade.
Essa será a verdadeira mulher!

EU disse...

Forte! Gostei imenso! E percebo o porquê desses apelos finais (afinal a mulher ainda tem de lutar pela sua dignidade...).
Bjo Carmen :)

Existe Sempre Um Lugar disse...

Bom dia,
Infelizmente só se aponta o dedo à cultura árabe em relação à mulher, quando nos países ditos mais desenvolvidos e democráticos a mulher é tratada da maioria dos casos do mesmo modo mas de uma maneira mais soft, basta olhar para a desigualdade imposta pelo homem para nos apercebermos.
O que escreveu muito bem é uma realidade.
AG
http://momentosagomes-ag.blogspot.pt/

Regina Magnabosco disse...

Olá, Carmem. Este foi para nos fazer pensar.
Tenha um ótimo final de semana!
Grande abraço!

Araan disse...

Oi, Carmem
Belo poema
beijos

Manuel disse...

O desejo de um bom fim de semana.

Arco-Íris de Frida disse...

Mulher o sexo forte...

Beijos...

Existe Sempre Um Lugar disse...

Boa tarde, generalizar é ajustiçar, sabe-se do sofrimento que muitas mulheres são vitimas por ditadores que se acham donos das mulheres, mas também existe a felicidade de muitas mulheres, com o contributo do homem com tantos e belos sentimentos como as mulheres.
AG
http://momentosagomes-ag.blogspot.pt/