27/05/15

Uma batalha de cores e matizes



Esta é a época em que a natureza se veste de cor e desdenha das combinações que a moda dita.
O amarelo, a quem não escondo minha preferência, estufa-se vaidoso e enceta uma batalha de matizes contra o verde a preencher a paisagem.
Não o incomodam os pontinhos de rosa que com a alegria própria da inocência também querem um lugar ao sol, nem tão-pouco se interessa pelos encarnados que se juntam aos molhos e ensaiam um motim a reclamar protagonismo na pintura da grande tela.

Nesta guerra de cores quem ganha é o meu olhar que dança música de vários tons e, distraído, deixa que minha alma lhe escape dos olhos e solte-se nua pelos campos.


Mulher no jardim - pintura de Vincent van Gogh

23 comentários:

Maria Eu disse...

E a paz que dá olhar essa beleza toda?!

Beijos, Carmem. :)

Carmen Lúcia.Prazer de Escrever disse...

Lindas as cores dançando nesse campo florido.
bjs Carmen

Carmen Lúcia.

SOL da Esteva disse...

Com toda a justiça: "[...]nesta guerra de cores, quem ganha é o (...) olhar [...]".
Lindo.


Beijos



SOL

Pérola disse...

Um olhar solto na beleza da vida.

Beijinhos

Isabel disse...

Eu gosto desses vermelhos aos molhos, à procura de protagonismo (imagino as papoilas...)!

Gosto muito de Van Gogh.

Continuação de boa semana:)

Lilá(s) disse...

É a época do ano que mais me encanta, gosto dos amarelos mas a minha paixão vai para o lilás do jacarandás que já dão um ar de sua graça por Lisboa...
Bjs

Dilmar Gomes disse...

Belo texto, amiga Carmem. Um abraço daqui do sul do Brasil. Tenhas uma boa noite.

Gracita disse...

Um lindo balé onde cada cor exibe a sua beleza com primazia
Um super beijo, Carmen

Francisco Manuel Carrajola Oliveira disse...

Realmente nesta batalha das cores quem fica a ganhar é o nosso olhar.
Um abraço e continuação de uma boa semana.

Bergilde disse...

Um verdadeiro triunfo de cores bonitas e intensas causando agradáveis sensações e um sorriso em nosso coração através deste seu olhar,lindo de viver! Abraços,bom dia!

Existe Sempre Um Lugar disse...

Bom dia, Só com paz se consegue ter uma vida com qualidade, as cores fazem contribuem para o bem estar.
AG

Luis Filipe Gomes disse...

A Felicidade passa por sentir essa alegria e esse bem estar.

ReltiH disse...

TUS LETRAS HICIERON QUE VIAJARA POR TUS MATICES.
ABRAZOS

Clau disse...

Oi Carmem,
Nesta guerra de cores,
somos abençoados por tamanha beleza.
Amo as tonalidades contidas na natureza.
Beijos!

Rosa disse...

Também amo a cor amarela, ela emite uma luz própria, uma energia contagiante, que levanta o ânimo da gente. Junto do verde, então, acho que não tem briga: tem parceria, cada uma mandando bem estar pelos nossos olhos adentro em total sintonia...

Beijos!

heretico disse...

é bom olhar as cores pelos teus olhos...

beijo

Ana Freire disse...

Adorei a dança das cores no seu texto, Carmem!
A vivacidade com que a Primavera é descrita... é tão vibrante, e intensa, quanto a imagem da pintura que suporta o texto... também super bem escolhida!
Um super post, como sempre, por aqui, pois claro! Adorei!!!!
Beijinhos
Ana

Pedro Luso disse...

Olá, Carmem!
Este seu texto, como outros que li, como, por exemplo, um que fala de nossas perdas, constituem-se em excelentes prosas poéticas, com tom de realidade.
Uma boa semana,
Abraços.

Mariazita disse...

Olá, Carmem
Essa tela de van Gogh é linda!
Olhar para ela lendo suas palavras, é mergulhar num mar de tranquilidade.
A Primavera traz até nós toda essa riqueza de cores com que a Natureza nos presenteia.
Saibamos aproveitá-la e, acima de tudo, respeitá-la.

Um excelente final de semana.
Beijinhos
MARIAZITA / A CASA DA MARIQUINHAS

Tais Luso disse...

E as matizes desse impressionista encantaram o mundo!
Linda essa tua prosa poética!Sensível.
Beijo, amiga!

Giga disse...

Eu amo estas cores, eles adicionam à alegria da minha vida. Saudações.

EU disse...

Ficou o meu olhar mais colorido, com esta leitura!
BJO, Carmen :)

Nidja Andrade disse...

Colorimos a vida com tintas que nos surgem no olhar da paixão, da emoção, do amor!...
AbraçO