02/03/16

O tempo e... o resto da história (de uma bela senhora)


E o que o tempo leva o tempo devolve.

O tempo afasta (?)
O tempo traz (?)
O tempo ensina (?)
O tempo cura (?)

Há os que dizem que o tempo afasta até o próprio universo do seu ponto de origem.
Os mesmos dizem que o tempo o trará de volta, como um elástico.
Há quem acredite que o tempo é bom professor.
Há quem não creia que o tempo cura.

O tempo tem a medida que o nosso coração lhe dá.
Um coração ansioso por chegar vê-se às voltas com muito tempo de espera.
Um coração feliz acha que o tempo é pouco para desfrutar de tanta vontade.

Um sorriso cristaliza o tempo, a lágrima comprime-o.

Afinal, Einstein tinha razão: é tudo uma questão de relatividade.


* Sinto-me grata aos que o tempo não afastou .


**,,**


 https://www.facebook.com/GrowingBolder/photos/a.222277093580.134233.54598478580/10153419032158581/?type=3

https://www.facebook.com/GrowingBolder/photos



Era uma vez uma bela senhora a quem a Vida veio avisar, em segredo, de que muito em breve, haveria de vir e levá-la numa viagem para longe onde se deveriam despedir…

A senhora não lhe disse que não, mas lembrou à Vida que o sonho ainda lhe aquecia o coração e, antes, precisaria terminar uma história... aqui

E foi assim que se “fez à estrada” e deu início a uma viagem, a ir aonde ainda lhe faltava ir, junto de quem valia a pena estar perto.
Assim, tão simples.

Eu convido a irmos junto com ela nessa viagem em Driving Miss Norma.
Vamos ver o que enche o coração dessa bela senhora... aqui


E depois reflicta se não foi uma boa escolha...





P.S. : Mesmo para quem não tem Facebook, acredito ser possível aceder às páginas, se seguirem os respectivos links que indico, não poderão é fazer comentários. Pois eu consegui fazer esta postagem sem "entrar no Facebook"   ;)

 

28 comentários:

✿ chica disse...

Que lindo e tocante post,Carmen! E que bom te ver! Norma fez muito bem, creio! Qualidade é muito mais do que quantidade de vida!Adorei! bjs, chica

Ana Paula disse...

São tantas as maneiras de se refletir sobre o tempo.
Gosto porém de pensar que é tão bom estar neste tempo e partilhar contigo uma mensagem que vai, volta, além dos oceanos.
Feliz com seu retorno!
Beijo

Bergilde disse...

Belíssima e estimulante reflexão para a vida em qualquer tempo,bom retorno e que tudo prossiga pra ti da melhor forma possível! Abraço fraterno,

Mar Arável disse...

Tudo pelo melhor

Arlete Mourige disse...

Eu acredito Carmem, que ela fez um boa escolha.com todos este anos vivido, o tempo que lhe restou teriam que ser aproveitado da melhor forma.Agradeço a visita .Beijo

Jaime Portela disse...

O tempo é tudo... e o seu contrário...
Magnífico texto.
Como não tenho FB, não posso visitar a Miss...
Bom resto de semana, querida amiga Carmem.
Beijo.

Nadja disse...


Olá Carmem!

Saudade de você!
O tempo, quem pode entendê-lo?
É tão imprevisível!

Bjksss

Tais Luso disse...

Oi, Carmem, penso que tudo é muito relativo: o tempo pode afastar, pode curar, ensinar ou trazer. Ou também nada disso acontecer!
Mas gostaria que o tempo voltasse para começar muitas coisas de maneira diferente, da maneira que hoje julgo certa.
Também não tenho Face, então não vai ser possível visitar a Miss.
Um beijo, amiga!

Francisco Manuel Carrajola Oliveira disse...

Magnifico e belo texto um excelente trabalho.
Um abraço e bom fim de semana.

Elvira Carvalho disse...

Que bom vê-la de volta. E com um lindo e tocante texto (história).
Quem dera todos tivessem uma opção semelhante. É tão triste o prolongar de uma vida, quando ela já se ausentou do corpo.
Um abraço e bom fim de semana

Boop disse...

Que bom ter sentido que podia escolher.
Penso que a maioria de nós não tem sequer a hipótese de ousar pensar que tem escolhas sobre o que fazer com o seu tempo.

Jossara Bes disse...

Oi Carmem!
Você esta certa, refletir sobre o tempo rende muitas conclusões!
Não tenho face, mas consegui acessar o texto pelos links.
Beijo carinhoso e feliz fim de semana.


Tais Luso disse...

Consegui ver várias reportagens!! Eu faria a mesma coisa com 90 anos! Começar um tratamento quimioterápico com essa idade? Com os efeitos colaterais fortíssimos?
Ótimo.
Beijo, Carmem! Para os que não conseguem ver no Face aí vai...

http://www.lux.iol.pt/internacional/norma/fotos-idosa-de-90-anos-descobriu-que-tinha-cancro-e-decidiu-viajar-pelo-mundo

Benó disse...

Olá. Obrigada, pela visita e comentário. O mar que nos separa, o mar que nos une é intemporal, sempre diferente e sempre igual. Um abraço .

Janita disse...

Comovente texto, Carmem! De facto tudo é muito relativo!!
Que bom ver-te de volta...longa foi a ausência!!

Beijo, bom fim de semana.

Janita

Odete Ferreira disse...

Vi, há pouco, um comentário teu no meu espaço. Desejei que estivesses de volta. Confirmei. Tive saudades. Voltarei em breve para ler e comentar a postagem.
BJO, Carmen :)

Olinda Melo disse...


Bom dia, Querida Carmem

É verdade, andámos a brincar às escondidas mas parece que já estamos ambas a postos. Apreciei o seu convite e, embora não tenha Facebook, vou tentar seguir a viagem da Bela Senhora que aqui nos apresenta.

Tem razão quando diz que o tempo é algo relativo, que depende da importância que cada um de nós lhe dermos, de conformidade com os nossos desejos e interesses.

Muito obrigada pela sua presença lá no Xaile.

Beijinhos

Olinda

ReltiH disse...

MUCHAS GRACIAS POR COMPARTIR EL MENSAJE.
ABRAZOS

Mariazita disse...

Olá, Carmem
Quem poderá não concordar com a escolhe de Norma? Penso que ninguém.
Muitas vezes temos que tomar decisões nada fáceis, mas o coração aconselha-nos sempre para o melhor.

Quanto ao tempo... esse tem todos os poderes, e nem sempre está na nossa mão orientá-lo ao nosso jeito...

Te desejo um excelente fim de semana.
Beijinhos
MARIAZITA / A CASA DA MARIQUINHAS

ॐ Shirley ॐ disse...

O tempo não existe, ou melhor,
só existe na concepção humana... Deve ser assim mesmo, pois, vivemos reclamando que não temos tempo para nada...
Muito bom, Carmem, gostei de ler.
Beijos!!!

Diana Machado disse...

penso que o tempo não cura, o tempo apenas faz com que seja mais fácil relembrar os acontecimentos sem trazer emoções fortes e intrusivas mas sim serenidade do que já passou :) adorei a história da senhora, visitei o facebook, adorei.
um beijinho!

Maria Eu disse...

Bom ter-te de volta, agora que as feridas se tornaram cicatrizes. Ainda doem, provavelmente, mas menos do que antes. O tempo é um remédio adequado.

Beijinhos, Carmem :)

luisa disse...

O tempo é veloz mas inspirador. Miss Norma escolheu vivê-lo intensamente.

MARILENE disse...

Carmem, minha mãe ficou no CTI por 22 dias e faleceu. Dias em que esteve totalmente dopada, sem que pudéssemos conversar com ela. E era muito lúcida. Se pudesse voltar atrás, não a teria levado ao hospital. Pedi ao médico para não dopá-la e ele não anuiu, dizendo que ela retiraria os aparelhos e que sofreria. Se estivesse conosco, poderia até viver menos, mas aquilo foi viver?????
Gostei da decisão da velha senhora e da sabedoria de quem a levou para passear. Tempo feliz é tempo que se guarda. A dimensão do tempo, de fato, é dada pelo que ele representa, em dores ou alegrias. Gostei muito de sua postagem ! Bjs.

Marcos disse...

O tempo afasta quando não se fomenta o trato social. Beijos

Ana Freire disse...

Um post extraordinário, Carmem!
Adorei descobrir a história de Norma!
A vida é demasiado preciosa... para que deixemos simplesmente escapar... felizmente, já vivi uma série de experiências, que me fizeram mudar a minha ordem de valores... tudo pode acabar num instante... e as pessoas do meu mundo... são a minha prioridade... enquanto por cá estão, dando-nos o privilégio da sua presença... tudo o mais... vem depois... muito depois...
O nosso tempo... é aquilo que nós fizermos com ele... saibamos aproveitá-lo bem... da melhor forma para nós... e no fundo... todos sabemos o que nos faz bem... se dermos mais ouvidos a nós mesmos, do que aos outros, regras, convenções...
Um regresso em grande, por aqui, Carmem!
Beijinhos! Muito bom tê-la de volta!
Ana

manuela barroso disse...

Sabe, Carmen , quando se encontram forças que convergem , há uma indelével síncronia que as palavras têm na magia como se difundem para depois se fundirem no recôndito da alma de quem ouve e donde partem. Assim acontece no lado do sol onde a sombra é tão tênue que toda a beleza se expõe sem se exibir! Porque tudo é semeado no canteiro próprio , onde a vida espera pelo tempo que nos foge tanto ! Tivesse o necessário , o possível e quanto mais ele não me daria . Porque em
Sol assim, vale a pena , não " matar tempo" mas ter tempo para mergulhar no tempo que partilha aqui. Sensibilizada com a generosidade das suas palavras só justificável pela comunhão de idênticos sentires.
Um abraço grande e amigo

Odete Ferreira disse...

Hoje comento por pontos...
1 - Relativamente ao que diz Sting é mesmo assim, quando alcançamos o discernimento para tomar esta atitude de "I´m going to appreciate every minute to its maximum potential". Mas é preciso que o queiramos. Fiz 60 anos dia 17 de fevereiro e inaugurei o novo estado com alegria (escrevi mesmo um texto); mas há pessoas que deprimem e não conseguem ter uma atitude positiva.
2 - "O tempo tem a medida que o nosso coração lhe dá." - reproduzo as tuas palavras, pois sintetizam na perfeição a relação que temos com o tempo.
3- Tomei conhecimento da história de Norma, há pouco tempo, através de uma reportagem no programa "Agora Nós" da RTP1, fiz-me até seguidora. E que dizer? Uma sábia decisão, um enriquecimento e uma inspiração!
Parabéns pela postagem, Carmen. O tempo não afasta quando há afinidades que nos fazem muito bem!
BJO, Carmen. :)