06/12/14

Retrospectiva










 
De todas as vidas que vivi, nenhuma delas foi a minha vida.
Decididamente, ainda não vivi a minha vida. Ainda não produzi o que idealizei.

Mas plantei várias árvores.

Pari mais do que uma vez.

Escrevi. Escrevi demais.
Palavras em folhas soltas, por vezes amachucadas e deitadas ao lixo.  
Ou esquecidas, sei lá eu onde, em algum lugar no tempo.
Em meus pensamentos juntei frases, capítulos inteiros que dariam para escrever um livro, mas que não foram escritos e a memória apagou.
O que construí foram blocos soltos de argamassa. Nada suficiente para que erguesse um castelo.





TER UM FILHO;
PLANTAR UMA ÁRVORE;
ESCREVER UM LIVRO.

Não sei se a origem é árabe, chinesa, ou mesmo do norte da Europa, quem sabe? Mas é facto que cresci e formei-me em gente com este repto, lançado por um professor, homem de cultura ímpar, como primordial, sem o qual a vida seria incompleta, sem conseguir atingir o apogeu da realização. Hoje, questiono se o nosso mestre seria tão sapiente assim, como nos parecia a nós, na altura, inocentes juvenis sedentos de tudo e, principalmente, de descobrir e guardar a fórmula mágica para a felicidade terrena.
Mas será? Quantos, dentre os cumpridores desses quesitos, se sentirão realizados verdadeiramente?



 

16 comentários:

Arco-Íris de Frida disse...

Me pergunto o mesmo... para se sentir realizado, acho que é preciso mais do que ter um filho, plantar uma arvore ou escrever um livro... talvez ler livros nos realize mais...

Beijos...

Clau disse...

Oi Carmem \o/
A frase é significativa, mas
acredito que a vida não é menos incompleta se a
pessoa não seguir à risca estes
'conselhos'.
Ter um filho, plantar uma árvore e escrever um livro, pelo menos para mim, não simboliza realização.
Ótimo final de semana, beijos!

Graça Pires disse...

Realizamo-nos quando, de frente para qualquer caminho, já não nos sentimos exilados dentro de nós ...
Gostei muito do texto.
Beijo.

ReltiH disse...

ME PARECE MUY REFLEXIVO SU PLANTEAMIENTO.
UN ABRAZO

Mona Lisa disse...

Penso que ninguém+e se sente plenamente realizada.

Plantei uma árvore com a ajuda dos meus alunos.

Tive uma filha.

Vou escrevendo com "os dedos da memória" a minha história.

Não me sinto realizada!!!

Beijinhos.

EU disse...

Parece que, de facto, o cumprimento dessa "máxima", não é factor de realização.
Tive um filho, plantei muitas árvores, escrevi um livro e continuo escrevendo.
Se me sinto realizada? Acho que me realizei nesses momentos e em tantos outros. Mas há sempre algo que falta. Talvez seja inerente ao ser humano a permanente busca. Por isso faço o caminho, caminhando...
Gostei muito do texto, Carmen.
Bjo :)

Maria Eu disse...

Seres incompletos, sempre em busca de mais e melhor. Esse é o nosso destino!

Beijinhos Marianos, Carmem! :)

Olinda Melo disse...


Quanto a mim ainda me falta cumprir dois terços desse aforismo. Assim, ainda há a esperança de, na persecução deste desiderato, vir a sentir-me realizada. Será mesmo? É próprio do ser humano nunca se sentir satisfeito e ainda bem. Um incentivo para não nos acomodarmos.

Bj

Olinda

Nilson Barcelli disse...

A realização pessoal depende muito da fasquia de cada um.
Ou seja, é relativa...
Mas fazer as 3 coisas já é um grande passo.
Querida amiga Carmem, tem um bom domingo e uma boa semana.
Beijo.

VitorNani disse...

Oi Carmem!
A mensagem no seu texto, é uma tentativa de dizer que plantar árvores, ter filhos e escrever um livro sejam considerados motivos de realização plena?
Nunca aceitei só isso, assim como sei que você não só poderá escrever muitos livros, mas, maravilhosas mensagens como as que já escreveu!
Ter uma mente brilhante como a sua, é um privilégio de poucos!
Acredite, seu primeiro castelo já está bem adiantado!
Abraços e boa semana!

VitorNani/Hang Gliding Paradise

Tais Luso disse...

Olá, Carmem, não acho que essas três coisas são essenciais para nossa realização. Para sermos felizes. Existem pessoas que não têm nenhum dessas realizações e são mais felizes do que uma que possa ter. O ser humano é muito complexo, não depende disso. É um pensamento ultrapassado. Gostei da postagem, certos assuntos é bom debater.
Beijão! Boa semana pra você.

Jussara Neves Rezende disse...

Realizar os três passos pode não realizar ninguém, mas são formas de deixarmos no mundo a nossa pegada, o sinal de que passamos por aqui ;)
Abraço!

heretico disse...

há sempre um novo começo... a arder dentro de nós.

belo texto

beijo

lis disse...

A gente vai se realizando ao longo da vida, sem nunca se sentir totalmente completa_sempre vai faltar algo maior.
São três bons desejos e há sempre tempo ...
abraços Carmem
semana feliz

Dorli disse...

Olá Carmem,
Daqui a pouco vou colocar uma nota no Lua Singular.
Passe mais tarde para ler
Obrigada pelo carinho
Beijos
Lua Singular

Moacir Willmondes disse...

Que tocante,

Carmen. Revelação transbordante de sensibilidade.

Um abraço!