31/08/16

O erotismo

https://pixabay.com


Gosto do erotismo das palavras doces
que me chegam pelos ouvidos devagar,

bem

devagar...

Para dar tempo à alma para as descascar,
como se descasca uma manga madura sumarenta a pingar de doce...

E saborear devagar,


bem



    devagar...




76 comentários:

✿ chica disse...

UAU!!!Que lindo te ler, doce de ouvir e saborear as palavras! beijos, chica

mム尺goん disse...

idem, amiga!!!

que jeito amoroso e lindo de se expressar.

beijo

Os olhares da Gracinha! disse...

Também gosto!
Palavras envoltas em sensualidade!

Hoje em "Pensamentos da Gracinha" também recuperei uma página com belas escolhas!!!
Bj

Maria Rodrigues disse...

E bem devagar ... saboreie este poema tão belo.
Beijinhos
Maria

Pedro Luso disse...

Os poetas conhecem bem esse gosto que tem as palavras. O que seriam deles sem esse recurso?
Abraço.

Fê blue bird disse...

Que saudades da suas doces e neste caso sensuais palavras amiga Carmem. .
Estive um mês ausente mas já estou de volta às minhas visitas preferidas.

Um beijinho

lenalima disse...

hum..bem sensual!

lindo bjs

Odete Ferreira disse...

Costumo dizer que as palavras são encantatórias, logo há que deixar que elas nos penetrem todos os senidos...
BJO, Carmen :)
(Acabo de verificar que os comentários que fiz às tuas últimas postagens, a partir do smarthphone não entraram. Voltarei...)

Jossara Bes disse...

Oi Carmem,
Adoro seu modo de escrever! Assim desse jeito, faz a gente percorrer a poesia len-ta-men-te, apreciando palavra a palavra!
Beijo carinhoso!

Existe Sempre Um Lugar disse...

Boa tarde, lindas e calmas palavras que encantam.
resto de boa semana,
AG

Ghost e Bindi disse...

Olá Carmem!
Aprender a sorver devagar a vida, é o ápice do erotismo...pois assim, todos os sentidos têm tempo de desfrutar os momentos, e só assim Eros se espraia em todos os nossos poros.
Um grande abraço!
Bíndi e Ghost

graça Alves disse...

Devagar...
e um sorriso
bj

Emília Pinto disse...

Deveriam ser sempre suaves e doces as palvavras, principalmente as ditas e não só ao ser amado em momentos de amor e de paixão. As palavras têm um pode imenso e algumas ferem tremendamente; deixam mágoas profundas dificeis de serem ultrapassadas. Nem sempre conseguimos colocar doçura nas nossas palavras e mal sai uma rispida demais, logo a nossa alma se sobressalta e o arrependimento a enche, mas ....a palavra lá foi, feita flecha e não volta para trás. Há que remediar o estrago procurando todo o mel que tivermos no nosso interior, espalhando-o sobre as próximas cuidadosamente para que saiam suaves, meigas, carregadas de " sumo e a pingar de doce"
E as tuas, Carmem, chegaram-nos assim, feitas mel de tão suaves. Beijinhos, querida amiga e um bom fim de semana
Emilia

Guaraciaba Perides disse...

sensualidade com bom gosto ...
Um abraço

Elda disse...

Dulcemente sensuales tus palabras que envuelven como la seda, así son algunas palabras y así son las tuyas.
Un gusto volver a leerte.
Un abrazo.

Toninho disse...

Que lindo sentir este doce a derramar pelo canto da boca, como estas palavras suaves que deslizam pelos cantos de toda nossa emoção e acende este sensibilidade que faz poesia maravilhosa.
Show Carmem.
Abraço de carinho num bom domingo de paz e luz.

Catarina H. disse...

Incrível!
Tão simples e na verdade tão sensual.
Tem tudo a ver com a forma como se escreve. Eu não tenho definitivamente este talento de modelar as palavras, ajustando-as à voz que sinta na altura. Ou que queira fazer sentir.
Admiro verdadeiramente quem tem esta capacidade. Parabéns Carmem!
Beijinhos e uma boa semana :)

Graça Pires disse...

Devagar, bem devagar... Sim, Carmen, o prazer é lento...
Uma boa semana.
Beijos.

Tais Luso disse...

Usar o erotismo, a sensualidade com classe, todos gostam! Mas existem aqueles textos que se tornam chulos, pela apelação.

Beijos,querida - gostei!!

Smareis disse...

Perfeito!
Uma boa semana!
Um excelente mês de setembro cheio de coisas boas
Um abraço e um sorriso!
Blog da Smareis

Ana Freire disse...

E eu adorei apreciar estas palavras sumarentas... a pingar talento... bem devagar...
Belíssima inspiração, Carmem!
Beijinho!
Ana

Elvira Carvalho disse...

E quem não gosta Carmem?
Abraço

AC disse...

fruir a vida é encará-la, de frente, em todos os sentidos.
Muito bem, Carmen!

Um beijinho :)

Helena disse...

Que doçura de poema! Poucos versos a dizer muito da arte de integrar o erotismo e a sensualidade em palavras doces, ternas, a se acomodarem na alma antes de despertar os sentidos... Um momento de amor perfeito!
Minha linda, também li a postagem anterior, por sinal muito interessante ao trazer o tema da motivação no ato de escrever.
Eu também me sinto assim ao escrever "com passos desajeitados tropeçando ora em auroras, ora em quase abismos", porque só gosto de escrever quando a alma dita as palavras, quando ela canta seus amores, chora seus lamentos, e espanta a saudade... Escrever me faz revisar sentimentos e revisitar as emoções, e mesmo os prendendo entre os versos dá para sentir que se tornaram livres...
E mesmo tendo dado uma pausa lá no meu cantinho, minha linda, me propus a sempre estar visitando aqueles amigos que me tocam a alma com os seus escritos.
Fica meu carinho entre as estrelas que minha admiração está a espalhar por aqui e o desejo de que milhares de sorrisos te acompanhem pelo correr da semana.
Helena

Bia Hain disse...

Olá, Carmem, lindo e sensual! Gosto quando na escrita do poema o autor usa a distribuição intencional das palavras para dar o ritmo certo para o tema. Arrasou! Abraços!

Mariazita disse...

Olá, Carmem
Tencionava retornar só em finais de Setembro mas a minha filhota requisitou a minha presença mais cedo... e aí vim eu a correr :)))
E já que cá estou aproveito para visitar, aos poucos, as amigas, e agradecer a quem me visitou. Você, claro, está sempre presente!

Quanta doçura e sensualidade você consegue emprestar às palavras com que descreve o erotismo!
Só mesmo a sua sensibilidade de poeta!
Amei.

Votos de uma semana muito feliz.
Beijinhos
MARIAZITA / A CASA DA MARIQUINHAS


Mar Arável disse...

Na vida tudo deve ser feito devagar

Bergilde Silva Torres Croce disse...

Assim são mesmo as palavras de amor...suaves,silenciosas,doces,perfumadas,calorosas,expressivas num doce e forte abraço de pura satisfação em voltar por aqui e te ler,beijos!

Boop disse...

Que bem dito!

A sensualidade precisa tanto das pausas e da cadência, como da urgência.

Maria Gloria D'Amico disse...

Perfeito, assim devagar... desacelerado. Bonito Carmen, pelo que vejo, está inspiradíssima, ainda mais do que és.
Um beijinho querida, para dias encantados e felizes.

Benó disse...

Olá! Numa rápida passagem, pois o Jardim ainda está de férias, venho agradecer a visita. Voltarei com mais tempo para ler e degustar a sua escrita que aprecio. Um abraço e o resto de um bom Setembro.

Manuel Luis disse...

Sensuais palavras.
Bjs

As Mulheres 4estacoes disse...

Olá Carmen,
É preciso calma e doçura para aproveitar momentos assim.
Muito sensual e belo.
Um abraço,
Sônia

alfacinha disse...

palavras doces vendem como pãozinhos doces
abraço

A Casa Madeira disse...

Cada um tem uma sensação diferente k;
Esse falar ao pé do ouvido em modo sensual me dá cócegas k
eu começo a rir.
Onde andas, está tudo ok? sumis-tes.
Abraços

Jaime Portela disse...

Devagar, devagarinho...
Para que possamos fantasiar as palavras em vez de as consumir.
Excelente, minha amiga, gostei imenso.
Carmem, tem um bom resto de semana.
Beijo.

Lu Nogfer disse...

Que lindo!
É mesmo maravilhoso saciar-se com palavras doces.

Um ótimo final de semana, amiga.
Beijinhos!

Ana Freire disse...

Passando por aqui... e deixando um beijinho, esperando que tudo esteja bem aí desse lado...
Bom fim de semana!
Ana

Gaby Soncini disse...

Lindo Carmem! Cheio de força e doçura!

Beijos!

Helena disse...

Aos amigos queridos: deixei um pequeno mimo no meu blog como agradecimento por toda a solidariedade que recebi nestes tempos tão difíceis.
Quando puderem, por favor, passem por lá!
Meu carinho a todos!
Helena

Teresa Almeida disse...

Como um rio que se amansa só para saborear e se adentrar em margens de prazer.

Obrigada pelo prazer de te ler e, também, pelo jeito poético de me ires buscar.
Abraço imenso.

Olinda Melo disse...


E eis que comecei a sentir a falta deste Lado do Sol.
Chego e aqueço-me no fogo das lindas palavras que
aqui nos deixou que, adivinho, provêm dum manancial
sem fim.

Desejo-lhe, minha amiga, um bom fim de semana, com
muita saúde.

Beijinhos

Olinda

Rui Pires - Olhar d'Ouro disse...

Tentadoras palavras.
Bonito.
bjs

Odete Ferreira disse...

Olá, Carmen: já te sinto a falta. Desejo que esteja tudo bem.
Bjinho

Helena disse...

Carmem, minha querida, espero que estejas bem, que a vida esteja te premiando por esse coração tão lindo e tão doce que tu tens, e pelo rastro de luz que sempre deixas por onde passas... Espero, meu anjo, que a tua presença/volta neste espaço esteja prestes a acontecer.
Deixo um beijo carinhoso do meu coração para o teu,
Leninha

Maria Gloria D'Amico disse...

Olá Carmem, boa noite!
Cheguei para deixar um beijinho, abraços e o desejo de dias felizes.

Boop disse...

Apeteceu-me passar por aqui...!
:)

Bergilde Silva Torres Croce disse...

Há palavras que permanecem impressas na mente,no coração para sempre...Bom te ler,abraço fraterno!

Olinda Melo disse...


Um bom domingo, Carmem.

Beijinhos

Olinda

Pedro Luso disse...

Olá Carmem.
Estou esperando por tua nova postagem.
Abraços.

Helena disse...

Carmem, lá no meu espaço uma singela homenagem aos amigos blogueiros nesta época natalina. Tu não poderia faltar, pois é uma pessoa que muito estimo, admiro, e a quem desejo um Natal iluminado de amor, de paz, esperança e harmonia, junto a todos da família.
Meu carinho,
Leninha

Ana Carolina Soliter disse...

Para todos os amigos: estou vivendo um momento muito feliz da minha vida, por isso quero espalhar um pouco desta felicidade nos votos de um Natal de paz e muito amor e agradecer a todos aqueles que manifestaram votos para mim no blog da Leninha.
Uma beijoca no coração de todos,
Aninha

A Casa Madeira disse...

Oi Carmen, passando para te desejar um belo natal
e uma boa entrada de ano.
Abraços.

CÉU disse...

E já somos duas, querida Carmen.

Não tenho palavras à altura da sua escrita, portanto, tenho de remeter-me à minha "insignificância", em relação à escrita da senhora.

LHE DESEJO UM NATAL DE AMOR E UM MARAVILHOSO ANO NOVO.

Beijos com elevada estima e consideração.

Maria Gloria D'Amico disse...

Carmem boa noite!
Estou sentindo a sua ausência, com saudades, querida. Aproveito para desejar que suas festas sejam felizes, junto aos seus familiares e pessoas queridas.
Um beijo e forte abraço.

Ana Freire disse...

Passando para deixar um beijinho, e os meus votos de um Feliz Natal, e um óptimo 2017, com muita saúde, paz, alegrias, afectos, e realizações!
E esperando que tudo esteja bem, aí desse lado!
Tudo de bom!
Ana

Tais Luso disse...

Amiga, passando para lhe desejar um feliz Natal, com saúde, paz e alegria junto de sua família. que esse ano lhe sorria, colocando seus sonhos possíveis.
Beijo, carinho!

Bia Hain disse...

Oi, Carmem, estou passando para desejar um Feliz Natal, com alegria, amor, paz e luz em sua vida e na vida das pessoas que amo. Abraços, tudo de bom!

ruma disse...

Feliz Natal. E feliz Ano Novo.

Desejo a todos o melhor.
Saudação e abraço.

Do Japão, ruma ❃

Bia Hain disse...

Olá Cármen, espero que esteja bem! Passei para desejar que 2017 Seja especial! Tudo de bom!

MARIA DA FONTE disse...

Inspirador! Excelente!

Louraini Christmann - Lola disse...

Mmmmm!
Também gosto!

abraço
Lola

Boop disse...

Bom ano...
Com erotismo Q.B.!
:)

Maria Gloria D'Amico disse...

Carmem, olá! Estou sentindo a tua falta, amiga!
Estou sentindo a falta das tuas linhas, tão bem escritas. Espero que tudo esteja bem.
Desejo-lhe um 2017 feliz, com saúde, alegrias e muitas realizações.
Beijinhos e forte abraço!

Odete Ferreira disse...

Olá, amiga: sei que gostarias de saber da boa nova, já sou avó de um lindo menino, nascido dia 2 de janeiro. Trazendo-nos muita felicidade, venho desejar-te que a mesma invada teus dias por este 2017.
Bj, Carmen 💓

Ana Freire disse...

Deixando um beijo, embrulhado num monte de saudades...
Ana

Luiza Maciel Nogueira disse...

Devagar é o ritmo da sedução.

Helena disse...

Carmem, minha linda, como estive ausente por um tempo considerável só agora voltei a visitar os amigos. Surpreendi-me com a tua ausência e me preocupei, pois bem sabes que gosto muito de ti.
O que houve? Abandonou o blog? Desativou-o de vez?
Espero, meu anjo, que qualquer que seja o motivo, que pelo menos tu estejas bem, a gozar de boa saúde, feliz ao lado dos teus, e usufruindo de todas as benesses do Pai que tanto mereces.
Se estiveres bem, fico feliz, pois tu és uma pessoa que merece toda a felicidade do mundo.
Deixo-te um punhado de estrelas e de sorrisos aconchegados em delicadas pétalas de rosas coloridas, a dizer do meu carinho e apreço por ti e para desejar tudo de bom e especial nos teus caminhos.
Um beijo do meu par ao teu coração, envolto em muita saudade,
Leninha

Teresa Almeida disse...

Apreciei bastante os sumos exóticos a escorrer das tuas palavras.

Beijinho, Carmem.

Helena disse...

Carmem, minha linda, de vez em quando passo por aqui e dou uma lida, aleatoriamente, em algum escrito teu. É como se matasse um pouquinho da saudade que tu deixaste em nossos corações.
Hoje eu reli: Razões para escrever não faltam. E fiquei pensando qual o motivo da minha querida amiga estar desmotivada (há tanto tempo) para a escrita.
Lá no fundo do coração eu te entendo... Muitas foram as vezes em que dei uma pausa no meu espaço, mas o vício de escrever falou mais forte, e ao escrever, confesso, vinha também a vontade de partilhar com os amigos. Muitas vezes eu escrevo, pois tenho este hábito há muitos anos, e deixo num arquivo no computador, ou se o faço à mão, deixo numa pasta que intitulei de Desabafos.
Para mim, escrever é uma necessidade, um vício, prazeroso é bem verdade.
Por vezes tento espaçar os escritos, pois a temática atual tem sido o registro de uma saudade, ainda tão doída na minha alma, e que eu procuro exorcizar em textos que me trazem um certo alívio.
Enfim, meu anjo, nesta conversinha de "pé de ouvido" contigo, rs, estou acrescentando alguns sorrisos (dos mais puros que minhas crianças ainda conseguem de mim) e um punhado de estrelas (das que já diviso no pedaço de céu apreciado da minha janela).
Tudo envolto no carinho enorme que tenho por ti, na admiração que sempre me despertaste, e na amizade que de mim sempre fizeste por merecer.
Helena

Maria Glória disse...

Olá Carmem!
Passei para ver se havia uma nova postagem. Mas, aproveito para deixar um beijinho de saudades, querida.

Helena disse...

Carmem, minha linda, passando apenas para matar as saudades e te deixar uma estrela reluzente que pousou no meu olhar quando abri a janela para admirar um lindo céu azul, sem nenhuma nuvem, que estava me encantando a alma.
Junto à estrela deixo também um sorriso de anjo e algumas pétalas de rosas brancas para enfeitar o teu caminhar.
Um beijo no coração,
Leninha

Helena disse...

Carmem, minha querida, passando apenas para deixar um sorriso, uma estrela, um beijo no coração,
Leninha

Marieta Mello Koerig disse...

Carmem querida,
Relendo os comentários de meu blog deparei com os teus e senti uma vontade imensa de conversar contigo e é o que estou fazendo.
Como vai a amiga? e este Portugal tão encantador? Falo assim porque minha neta que reside em Setubal me fala muito bem da cidade e de todas as pessoas com as quais convive.
Ela tem um Studio de Pilates e já conseguiu muitos clientes. Não porque seja minha neta, rsrsrs mas ela é muito competente. Tenho também uma grande amiga em Setubal. Maria Emília Hora, nos conhecemos no chat da Uol há anos passados. Assim, a gente vai conhecendo lugares sem jamais ter ido lá, não é?
Tenho um neto também que está residindo em Badem, na Alemanha, com a família para onde foi em busca de um emprego, conseguindo uma boa colocação logo ao chegar lá, graças a Deus. Sim, porque nossa situação aqui não é das melhores.
Eles me mandam fotos lindas das montanhas nevadas, dos prados, da floresta negra, enfim de lugares muito lindos. E como já falei, vai se conhecendo lugares que jamais imaginamos tão lindos.
Minha filha esteve em Badem visitando seu filho e netas e me trouxe umas telinhas,e uns pinceis ótimos, para eu experimentar. Logo estejam prontos, os postarei, porém não digo para quando, pois o motivo são minhas mãos. Imagina que este comentário que estou escrevendo já faz seguramente 40 minutos, tenho que descansar a cada 5 minutos. E agora como já estou te cansando de ler, vou ficando por aqui. Rsrsrs. Um grande abraço e um beijo da amiga que a estima. Marieta

Luma Rosa disse...

Oi, Carmem!
Quem não gosta do erotismo velado, das palavras sussuradas, devagar e lentamente? É a colocação dos sentidos conseguido no corpo das palavras.
Voltando...
Beijus no coração!

Boop disse...

Que bom ter-te lido outra vez!!!
:)
E que bonito o que escreveste!