01/03/15

Pai, afasta de mim esse cálice

A vida não é missão fácil.
Às vezes, chega mesmo a ser missão impossível.
Há tantos que seguem a fazer de conta de que amanhã é um novo dia e, que viver vale, de facto, a pena.

Muitas vezes talvez fosse mais fácil a gente não saber, não ter o conhecimento, alhear-se do mundo.
Há horas, e são tantas... em que me pego cantando:



"Pai, afasta de mim esse cálice

De vinho tinto de sangue"








7 comentários:

Clau disse...

Olá Carmem :)
Mas, às vezes, se não tivermos a convicção de que amanhã é um novo dia,
e que viver vale a pena, os dias tornam-se ainda mais difíceis...
Viver, é sem dúvida um desafio constante, mas é também um presente divino.
Bjs!

© Piedade Araújo Sol disse...

a vida é para ser vivida com alegria, embora nem sempre seja possível, por isso temos de nos agarrar a um lema:

amanhã é outro dia e de novo o sol nascerá...

beijinho

:)

PS:tenho poema novo

Calu B. disse...

Por mais clichê que seja, e o é, repito: viver vale a pena, sim; dádiva preciosa uma vida é milagre constante e palpável em todas as horas.

Bjos, Xará.
Calu

Emília Pinto disse...

Quero agradecer-te a visita ao Começar de Novo. Fiquei muito contente, pois é sempre um gosto muito grande receber brasileiros no meu cantinho. Os meus filhos nasceram aí e ainda tenho os meus pais e irmão em Guaratinguetá. S, Paulo onde vivi durante 14 anos. No próximo dia 14 irei para lá visitar os amigos e a familia. Como deves imaginar adoro estes cantores e foi bom revê-los aqui. Voltarei com mais tempo para ler tudo. Aqui já é muito tarde e amanhã tenho de levantar cedo. Obrigada, amiga e até breve.
beijinhos
Emília

lis disse...

Vale muito a pena Carmem
Basta amanhecer e o dia se apresenta novinho cheio de 'cálices' ... rs e vamos sorvendo cada um gostosamente ... rsrs
Que assim seja ! e há sempre um Pai a nos guiar nessa missão.Pode apostar!
Um abraço

Izabel Brum disse...

Tem realmente aqueles dias em que a gente não tem vontade de participar da vida.
Faz parte desse turbilhão de emoções que invade os mais sensíveis. E para os mais sensíveis qualquer barulho pode ser ensurdecedor.
Beijos!

EU disse...

"Depois da tempestade vem a bonança" - diz-se e eu acredito cada vez mais.
Bjo, amiga :)