29/03/15

roubaram...




Roubaram a luz ao sol,
Tiraram a cor à alegria,
Só percebo nuances de cinza,
Já nem sei se é noite ou dia .



Poema magistral de Pedro Abrunhosa, aqui na voz de Bethânia.



E no horror do desespero, só os fantasmas por companhia.


10 comentários:

P' disse...

Bela conjugação. O Pedro Abrunhosa é fabuloso e ter algo escrito por ele interpretado pela voz lindíssima da Maria Bethânia fica perfeito :)

anamar disse...

Dia bom, Carmem...

Do seu comentário, respondo, de tanto enxergarem o que ninguém vê, alguns poetas, tornam-se quase "invisiveis" quando os lemos.

Abracinho,~~~~

Vera Lúcia disse...


Olá Carmem,

O poema de Pedro Abrunhosa é mesmo magnífico e ficou ainda mais belo através da interpretação de Maria Bethânia. Sempre gostei desta música, mas nunca me ative tão atentamente à sua letra, como neste instante.

Seus versos são desalentadores, assim como a frase final. Espero que seja apenas uma melancólica inspiração poética. Se assim não for, deixo votos para que o sol volte a brilhar, recolorindo a alegria e transformando o cinza em cores brilhantes e radiantes de esperança em novos tempos.

Ótimo domingo.

Beijo.

Maria Rodrigues disse...

Por vezes o desespero tira realmente a côr aos nossos dias.
Belissimo video.
Beijinhos
Maria

heretico disse...

belo, belo... tudo!

beijo

lis disse...

Lindo o poema linda a voz !
Bela escolha Carmem_obrigada.
meu abraço

EU disse...

O nosso Pedro Abrunhosa é um fantástico compositor. As suas composições são profundas, intimistas e mordazes, por vezes.
Gostei imenso de ouvir esta composição na voz da Bethânia.
Bjo, amiga. :)

Maria Eu disse...

Que o sol volte e te ilumine, Carmem!

Beijos. :)

Ana Freire disse...

Beleza e sobriedade, nas palavras de P. Abrunhosa, no timbre inconfundível de M. Bethânia...
Adorei ouvir esta versão, que desconhecia.
Excelente partilha, Carmem!
Beijinhos
Ana

Marieta Mello Koerig disse...

Prezada amiga Carmem,
Acima de tudo, minhas desculpas pela demora em agradecer o comentário que tão gentilmente, fizeste em meu blog.
Há meses que não tenho tempo para quase nada, a não ser cuidar de meu marido que se encontra adoentado. Graças a Deus está melhorando.
Tuas postagens são lindas, parabéns.
Abraços.